Esmaltes falam...

06/01/2013 00:10

Hoje vou contar pra vocês o que andei pesquisando e descobrindo por aí no planeta dos esmaltes rsrsrs. Há um tempo vi uma reportagem na televisão sobre a origem dos esmaltes. Outra vez, li uma matéria numa determinada coluna de revista falando sobre o assunto. Então resolvi compartilhar com vocês algumas curiosidades sobre "Origem do esmalte de unhas" e "A importância dos esmaltes para as mulheres".

 

História dos esmaltes

 

Desde 3500 a.c. as egípcias já tingiam as unhas inicialmente de preto. No império Romano valorizava-se unhas bem polidas. Na China unhas compridas eram sinal de nobreza. Já em 1800 as unhas eram curtas e levemente arredondadas as vezes perfumadas com óleo vermelho e polidas com couro. Em 1830 surge o primeiro apetrecho de manicure, com este instrumento podia-se empurrar a cutícula, até o dado momento as cutículas era removidas com qualquer tipo de metal, tesouras ou ácidos. Em 1892 surgem os primeiros salões de manicure.Em 1900 usavam-se tesouras e limas metálicas para dar forma às unhas. Para polir eram usados cremes colorantes e pós. Havia um modelo precursor de esmalte de unha como o conhecemos hoje. Este esmalte era aplicado com um pincel de pelo de camelo, entretanto, este esmalte não permanecia mais do que um dia nas unhas. Em 1925 foi lançado um esmalte de unha transparente, em tom rosado. Ele é aplicado no meio das unhas – a meia lua e a ponta das unhas ficavam nuas. Já 1932 Charles e Joseph Revlon, irmãos americanos, e um químico, criam o esmalte brilhante e colorido com pigmentos, para ser aplicado na unha toda. Nasce a marca Revlon e eles promovem pela primeira vez a tendência de maquilhar os lábios e unhas da mesma cor. Na década de 70 vêm os esmaltes sintéticos. As unhas tornam-se extremamente longas através de várias técnicas e estão na última moda. Os esmaltes acrílicos são sucedidos pelos esmaltes de fibra de vidro em 1980. A decoração das unhas não é mais limitada aos esmaltes – pedras preciosas e vários acessórios entram em uso.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Verniz_de_unha

 

Curiosidades

 

- Em meados da década de 2000, uma empresa brasileira lança uma linha especial para o público masculino.

 

- Com uma nova tecnologia, pesquisadores conseguiram criar um tipo de esmalte em gel, capaz de durar até 15 dias. O inconveniente deste tipo de esmalte é que, com o crescimento das unhas cria-se um espaço sem a cobertura do esmalte. Contudo, para mulheres que tem dificuldade em manter o esmalte bonito devido ao contato com objetos que estragam a pintura do esmalte, este tipo de esmalte é muito recomendado.

 

Como surgiu o costume de pintar as unhas?

 

 

As primeiras unhas pintadas surgiram provavelmente na China, por volta de 3.000 a.c. As cores do "esmalte" estavam relacionadas com a posição social do indivíduo - homem ou mulher. Durante a dinastia Chou, no século 7 a.C., apenas os membros da família real podiam usar uma pasta dourada ou prateada na unha - as cores reais mudariam mais tarde para vermelho e preto. Ao redor do ano 30 a.c., pintar as unhas era moda também entre os egípcios, que mergulhavam os dedos em tintura de hena. Mulheres das classes menos favorecidas só estavam autorizadas a pintar as unhas com tons claros. No reinado de Cleópatra, por exemplo, só ela podia usar vermelho para colorir sua unha. Desobedecer à ordem dava punição severa - às vezes, até morte. Os primeiros esmaltes eram feitos de uma mistura de goma arábica, cera de abelha, clara de ovo e gelatina. Hoje, o esmalte é uma variação da tinta usada em pintura de carros. Antes da década de 20, costumava-se passar óleo nas unhas e depois lustrá-la, hábito que indicava status.
Fonte: http://super.abril.com.br/superarquivo/2003/conteudo_124174.shtml


 

Qual a importância do esmalte no mundo das mulheres?

 


É importante saber que todas, absolutamente todas, as mulheres possuem em sua essência o prazer em se sentir bonita e reconhecida pelo que faz ou acredita. Com base nesse argumento defendo o hábito de colorir as unhas. Mesmo que seja com um branquinho ou nude. O importante é saber o que nos faz bem. Em sumo: - Não é a cor que faz o estilo, mas sim a postura em que é apresentada. É claro que hoje existem várias profissões que nos limitam ao uso de cores, mas até mesmo nesse caso uma mulher pode ser ousada e apresentar estilo. As unhas podem dizer muita coisa sobre a mulher. Ter unhas bem feitas e cuidadas é sempre um fator indicador da preocupação com a aparência. Como sempre gostamos de está na moda.